quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Não há nada mais revolucionário que querer direitos

Pode-se começar por readquirir os que foram perdidos desde os anos 70. Depois, a imaginação e a inteligência são o limite.